quinta-feira, 28 de abril de 2011

Marisqueiras e catadores de caranguejo recebem cesta básica em Tutóia

Na terça passada (12) muitas marisqueiras e catadores estiveram no salão da Colônia z-17 de Tutóia a espera de uma cesta de alimentos fornecida por um programa gratuito do governo federal através da SEAP (Secretara de Aquicultura e Pesca). O superintendente Junior Verde [irmão do deputado federal Cleber Verde] fez um discurso de apresentação do programa e da possibilidade de ampliá-lo. Uma vez, que esta etapa vai contemplar apenas 200 pescadores.

Segundo o superintende após estudos realizados em anos anteriores foram cadastrados os, agora, beneficiados. Outros municípios aqui vizinhos também receberam: Agua Doce, 200, e Araioses, 300 cestas. Ainda de acordo com ele, o projeto pode trazer benefícios maiores aos pescadores dessa categoria, como telecentros, beneficiamento de pescados etc. E quando perguntei o que os pescadores deveriam fazer para adquiri-los, ele afirma que “precisam ser pescadores profissionais [com carteira de pesca] e passar por uma entrevista, além de não ter vínculo empregatício. E que não é uma tarefa das colônias de pesca, mas que “estas podem ser parceiras”, afirmou.

O nosso blog entrou em contato com a coordenadora de projetos da Z-17 de Tutóia, Geisa Oliveira e perguntamos porque segundo a mesma uma Colônia com, atualmente, 6500 sócios apenas 200 serem contemplados, ela nos diz que é um cadastro antigo e que beneficia apenas catadores e marisqueiras. E que ainda de acordo com ela no próximo ano a expectativa e que dobre a distribuição da cesta [o que ainda é muito pouco].

A cesta não é “lá essas coisas”, composta de:

5 kg de arroz

2 pct de leite

1 pct farinha

1 macarrão

1 l óleo

2 kg açúcar

1 pct fubá de milho

2 kg feijão

1 pct café

Mas, segundo dona Maria Sonia Silva (foto abaixo, 1ª cesta entregue), 45 anos, do povoado Cajazeiras, com de profissão de marisqueira. Para ela “ajuda porque a gente trabalha só da pesca né, e da roça né, e não tem emprego, ajuda”. Outros 199 dos povoados Porto de Areia, Seriema, Ilha Grande, Arpoador e bairro Barra foram contemplados.
[da esquerda pra direita] Dona Maria, Geisa e Junior Verde


Houve também entre os presentes muitas reclamações por não serem beneficiados e de problemas com cartão do ministério entre outras, que foram mais ou menos respondidas pelo superintendente.

A avaliação do nosso blog é que é válido o programa e tomara que não seja apenas uma medida paliativa do governo e nem esmola eleitoreira [as eleições 2012, estão quase chegando e a gente sabe como funciona].

Buracos em avenidas de Tutóia atrapalham trânsito

A história não contada em livros [ainda] nos deixou legados. Historiadores busquem eternizar a nossa história!
Assim, a "nossa querida Tutóia" já foi a terra do "já teve". Já teve porto, teve vontade de crescer, teve rede de água etc.
Teve também uma expressiva rota maritma: carga e descarga de mercadorias, aliás, era a principal via de transporte do município. No entanto, nos anos 90 a pavimentação asfáltica chegou e a via maritma foi desativada. A rodovia, então, tornou-se a principal porta de entrada e saída da cidade.
Bem, é sobre essa via que quero blogar hoje. Mais precisamente, sobre a precária situação em que se encontra.
Especialmente a Avenida Paxicá: em quatro quilômetros de extensão contamos, pelo menos, nove pontos críticos de trechos esburacados. [As fotos mostram] Estes que atrapalham o trânsito [motoristas se xingam, enraivecem-se] e danifica a parte inferior dos automóveis. Eu, então, sofro.

trecho esburacado no km 3


tentativa de contenção do trecho esburacado
Ultimamente tenho observado uma medida inútil de tentar resolver o problemas: o município, após uma tregua da chuva, deposita caçambadas de areia e pedras. Uma medida paliativa que não resolve. Está provado, pois, tudo volta a esburacar com novas chuvas.
E pergunto de quem é a responsabilidade de concerto da via? Até quando vai permanecer desse jeito?

Oh, Tutóia! Queria eu te ver crescendo com esses anos de emancipação. Mas parece que estão te deixando envelhecer sem cuidados. Será que vais morrer, digo, sumir do mapa?

sábado, 23 de abril de 2011

Semana Santa (que reflexão deveremos ter sobre esse período do ano?)

Pensei em muitas maneiras de iniciar esse post.


Então, pensei o que é realmente a Semana Santa, além, de uma data guardada por alguns cristãos? Poderíamos percebê-la como um momento de reflexão sobre o Amor de Cristo ou o Amor de Deus para com os homens.

Assim, resolvi citar um fragmento de um livro que por acaso li esta semana (Ainda Existe Esperança: a solução para os problemas da vida. CHAIJ, Enrique. Trad. Fernanda Caroline de Andrade Sousa. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2010).

Inicialmente quero enfatizar que independentemente de qual seja nossa religião, credo, situação social etc, seria interessante refletir.

O que seria a Semana Santa senão um momento de reflexão sobre a vida, nossas ações, sobre o Amor Divino. “Amor multidimensional” poderíamos assim defini-lo.

Uma passagem da Bíblia em Corintios 1: 13 bem diz “1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. 2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.”.

E o livro elenca 33 adjetivos que podem descrever esse amor. Um amor indescritível, assim, o AMOR é:



1. Inefável: Um amor que não se pode descrever nem explicar com palavras.

2. Sublime: De máxima dimensão moral e espiritual.

3. Maravilhoso: Extraordinário, admirável, assombroso.

4. Inesgotável: Tão abundante e profundo que não se pode extinguir.

5. Terno: Suave, doce, refinado.

6. Imutável: É impossível mudá-lo ou diminuí-lo.

7. Infinito: Sua dimensão não tem fim, porque procede de Deus.

8. Eterno: Imperecível. Sempre igual no tempo.

9. Excelso: Não poderia ser mais igual no tempo.

10. Imparcial: Um amor que se manifesta todos, de idêntica maneira, e que assegura a redenção de todos.

11. Imaculada: Puro, sem mancha de imperfeição.

12. Compassivo: Sensível à nossa dor e às nossas necessidades.

13. Protetor: Defende-nos contra todo dano e agressão.

14. Bondoso: Cheio de bondade e consideração, generoso e desprendido.

15. Compreensivo: Um amor que nos compreende e simpatiza conosco.

16. Perdoador: Reconciliador. Apaga e esquece nossos pecados.

17. Inquebrantável: Nada nem ninguém o pode quebrar ou destruir.

18. Transformador: Transforma a vida de quem o obriga em seu coração.

19. Acessível: Não está vedado pra ninguém; está ao alcance de todos.

20. Amistoso: Bom, solidário e cordial, porque provém do nosso amigo Jesus.

21. Delicado: Um amor que combate a rispidez e semeia a delicadeza.

22. Triunfante: Na luta da vida nos faz vencedores.

23. Ativo: É muito mais que uma atitude de Deus; é Sua obra salvadora e contínua em nosso favor.

24. Poderoso: Este amor dá força à alma e nos outorga o poder de Deus.

25. Criativo: Não cessa de nos brindar com novas formas de bênçãos.

26. Imerecido: É uma graça generosa de Deus; não um merecimento humano.

27. Paciente: Um amor que suporta e espera até o fim.

28. Convincente: Mais forte que qualquer argumento; mais persuasivo que qualquer eloquência.

29. Consolador: É bálsamo para o doente e ânimo para a pessoa abatida.

30. Confiável: Um amor seguro, que não trai; sempre está disponível. Sua lealdade não tem limite.

31. Purificador: Tira a impureza do coração; limpa a mente de todo mal.

32. Redentor: Graças a esse amor divino, está assegurada nossa eterna salvação.

33. Fragrante: Quando o amor divino controla o coração, exala o aroma da bondade e da presença de Deus na vida.

domingo, 17 de abril de 2011

Igreja Adventista mobiliza centenas de pessoas para o “Amigos da Esperança” em Paulino Neves


O Projeto “Amigos da Esperança” é uma ação da Igreja Adventista do Sétimo Dia que objetiva mobilizar pessoas a participarem de suas programações.
Neste sábado (16) igrejas adventistas de toda a América Latina realizam simultaneamente a esta ação. Esta programação abre, também, o segundo trimestre de estudos da Escola Sabatina.
Em Paulino Neves, vários adventistas sob a coordenação do Pastor Domingos dos Santos (foto abaixo) levaram mais de uma centena de amigos ao culto de hoje. A mobilização incumbia cada membro a levar um amigo à Igreja e garantir-lhe um dia de ação de graças [como levá-lo à sua casa para participar de um almoço e distribuição de livros religiosos].
No destaque da esquerda pra direita Adamor e Pastor Domingos
 Como resultado Igreja lotada (fotos).
Israele em canto de louvor [no centro]
Eu [e família] e outros fomos agraciados na casa de Lene e Neto (fotos) e os agradeço. Foi gratificante, afinal, não faz mal e nem nunca é demais participar de eventos religiosos, pelo contrário, nos conforta. Como na pregação do irmão Adamor “não se feche à presença de Deus”.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Ajuste no Piso salarial causa desconforto entre políticos e justiça

Veja a matéria em: http://www.band.com.br/jornalismo/economia/conteudo.asp?ID=100000420514

Muito indigna políticos e um ministro alegar que o novo piso causará prejuízos nos cofres municipais. E os roubos dos políticos: prefeitos, vereadores, governadores que ocorrem no Brasil, não gera subtração nos cofres? E o imposto [mais caro do mundo] que pagamos não conta?

É uma vergonha, um absurdo nossos políticos afirmarem isso. E ainda há governadores que se posicionaram contra.
"Que país é este"(...) "No senado sujeira pra todo lado", Legião Urbana.
Parece ser o país do futuro?

Projeto Resgatando Valores na Escola João Crisóstomo -Paulino Neves,Ma- leva a Família até a Escola

Na manhã desta quinta feira muitos pais foram assistir ao encerramento do Projeto Resgatando Valores desenvolvido ao longo do mês de março com alunos de 1º ao 5º anos na Escola João Crisóstomo no centro de Paulino Neves. O projeto foi encerrado em dois momentos, o primiero ontem quarta feira (13) e o segundo o de hoje.
O projeto tem sua relevância, pois, a escola vem enfrentando, nesse início de ano, brigas entre alunos.

O projeto objetivava segundo a Coordenadora Pedagógica da Escola, Maria José (Pipia) [foto abaixo] a aproximação da família e a escola, ela reforça que "nós sentamos para planejar, debatamos como seria. Pois, a familia muitas vezes acha que só a escola é responsável pela educação e não é verdade. Os pais tem seu papel. Durante o projeto eles [os pais] visitaram as salas (...). Foram incentivados durante e agora na culminância do projeto. Então, resgatar valores é papel da escola e dos pais e que seja exemplo para melhorar a aprendizagem de nossos alunos".

coordenadora Pipia

produção dos alunos
Além dos professores, coordenadores, direção e pais, estiveram presentes e discursando sobre o tema os Presidentes do Conselho Municipal de Educação e Tutelar Enilton Nascimento acompanhado da Conselheira Lauricea Reis, nas fotos e depoimentos:

Conselho Tutelar: "O Projeto é uma oportunidade em que a família venha resgatar os valores em meio a própria família, valores estes que deixaram de existir para muitos". Lauricea Reis e Enilton Nascimento

Adamor Conceição (Conselho de Educação): "É extremamente relevante a iniciativa da Escola JC, trabalhar o tema, como forma de levar a família a acordar pra ralidade e perceber que os valores éticos e morais se constroem, primeiramente, na família"
E ele enfatiza, "acima do discurso está p exemplo. A mudança só vai aocntecer quando a prática  familiar mudar."

Adamor discurso.

Frederico (Fred) SEMED Municipal em discurso.

Pais e comunidade prestigiando o encerramento.
Mereceu destaque também o aluno do 5º ano C, 11 anos, da sala da profª. Audaricelia: Amilton Feitosa da Silva, na sua apresentação botou os presentes pra sacudir, literalmente.

no destaque Amiltom e sua professora Audaricélia

terça-feira, 12 de abril de 2011

Absurdo na Agência do Banco do Brasil em Tutóia

Receber dinheiro ou fazer transações bancárias tem sido motivo de estresse, raiva, discussões e até briga entre pessoas no BB em Tutóia. Semana passada dois clientes discutiram e foram aos tapas na fila do caixa eletrônico da única agencia do BB em nossa cidade que atende a uma população de 50 mil habitantes incluindo população de cidades vizinhas como Paulino Neves, por exemplo.


Essa situação de insatisfação para muitos não é de hoje, há algum tempo vem ocorrendo, eu mesmo já fiz reclamações pelo serviço de 0800 do Banco e reportagens locais feitas por comunicadores de rádios da cidade também há pelo menos dois, três anos atrás denunciam. E a situação permanece, não há ampliação do banco nem melhoramento do atendimento, pelo menos não percebo se há de fato.

No início de mês é mais agravante a situação, a fila para receber benefícios é um deus nos acuda. Pessoas se amontoando em filas enormes fora e dentro da agência como mostro nas fotos. E lá dentro confusão, caixa que não funciona, desorganização entre outros absurdos.


Como diz o Dito em seu Blog, são absurdos que só acontecem em Tutóia.


Futebol Beneficente na Comunidade Comum

Neste sábado (9-4-2011) amigos do futebol, da comunidade religiosa, do bloco Álcool Positivo e da comunidade no geral mobilizaram-se colaborando com uma partida beneficente de futebol na Arena Barreiro no Bairro Comum, envolvendo atletas de várias outras comunidades em favor de Francisco Silva, filho de seu Ananias e Dona Alice.
Trata-se de uma ação solidária para ajudar o menor Francisco que recentemente apresentou um sério problema de saúde e seus pais não dispondo de condições financeiras para seu tratamento e do não atendimento em nosso município tem de recorrer a outro estado (Teresina-PI).

A iniciativa mostra que se as pessoas organizadas podem fazer a diferença, digo, ajudar a quem, em momentos como esses, precisa, e não dispõe de recursos financeiros para tratamentos de saúde, que diga-se de passagem é muito caro em nosso país.

Embora saibamos que os recursos sejam repassados através do sistema SUS que deveria atender a todos, além de um serviço proposto pelo projeto de lei que assegura tratamento fora de domicilio, disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/336219.pdf . Isso não ocorre de fato, muitas vezes, as pessoas precisam mendigar ajuda de políticos, agravando a dependência e o “cabestro” no voto.

É absurdo, mas uma triste realidade. E nesse caso, a comunidade acaba por fazer o papel que deveria ser feito pelos serviços públicos de saúde.

Aqui o momento do recebimento de uma quantia que soma quase dois mil reais (junto com um bingo e doações extras) e da ação de graças.




terça-feira, 5 de abril de 2011

Todos deveriam ler a postagem da nobre Professora Gabrielle

Dá pra se acostumar? (Sobre as condições de uma escola pública tutoiense)


Só considerando o aspecto físico da Unidade Integrada Olindina da Costa Nunes Freire, (em Tutoia-Ma, mais especificamente na Rua Magalhães de Almeida-Barra) cuja estrutura está deteriorada, fico imaginando o quanto nossa sociedade se acostuma com o descaso de seus gestores, e não denuncia abusos e descasos muncipais, estaduais, federais.
Basta entrar no "Olindina" para ver que aquela escola não dá o mínimo de conforto aceitável para suas crianças estudarem (aprenderem) e seus professores trabalharem. Salas sem portas, quadros-negros esburacados, um antigo depósito de merenda que foi adaptado à sala de aula, isso sem contar que no período de chuvas... a escola fica de molho literalmente! Isso ainda não é tudo... uma visita por lá, ainda reserva mais descobertas do que não poderia ser uma escola.
O estado de deterioração em que se encontra o Olindina não surpreende nem horroriza mais. É algo habitual. Os pais que ainda matriculam seus filhos, não questionam e assistem ao triste fim daquele ambiente que deveria ser de ensino e aprendizagem (e que já foi um dia) sem alterar em nada seu semblante. Não demonstram nada. Nem raiva, nem revolta, nem indignação... é o retrato da indiferença. A ruína não assombra mais, entretanto dá as caras, a cada aluno que a escola perde.
Enquanto isso no resto do Brasil...
Tornou-se normal uma criança da escola pública terminar o ano sem aprender ler. Tornou-se normal um professor com habilitação em Ciências, dar aulas de História. Ninguém se espanta em ver crianças e jovens sem escola, escolas sem professores, professores sem salário digno, sem um programa eficaz de ensino e alunos sem saber ler nem escrever ao fim de oito anos de estudo, também não é novidade. Durante o ano, muitas famílias veem seus filhos desisitirem da escola, ou passarem o ano sem ter aulas de algumas disciplinas por falta de professor (isso tem acontecido no Ensino Médio em Tutoia) e ainda assim recebem nota. Ninguém considera isso uma perda irreversível... gestores da educação estão mais preocupados com os números... e são péssimos com eles, porque nem isso vai bem!!! Basta olhar o entorno...
A sociedade brasileira é inteiramente passiva e tolerante com a má qualidade de sua educação pois assiste ao fracasso escolar, convive com a ineficiência do ensino, fazendo de conta de que não é um problema seu; não denuncia, não reclama; aceita, simplesmente aceita... e torna-se omissa.
A escola pública não é do governo, é da sociedade, diz respeito a todos nós. A educação não é privilégio de quem tem dinheiro, é direito de todos. Saber ler e escrever não é um prêmio para quem pode pagar escola particular.
É preciso que a sociedade participe, entre na escola pública, cuide dela, assuma-a como uma coisa que é sua!
SOCIEDADE TUOIENSE, o Olindina é uma escola pública e PRECISA DE AJUDA! Possui bons professores que já ajudaram a educar muitos tutoienses, especialmemente os moradores da Barra e redondezas!
*Todos os dias eu uso o twitter para mandar mensagens de alerta ao Governo do Estado, sobre as condições desta escola.
do blog: letra de professora: http://profgabrielle.blogspot.com/
Acesse, vale a pena.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Tutoiense nato, professor de Geografia da rede municipal e particular de ensino em Tutóia e Paulino Neves, Licenciado em Geografia pela UESPI e Pós Graduado em Educação Ambiental pelo IESF, Pós Graduado em Gestão Pública Municipal, UEMA, 2016. Este blog é um blog de reportagens de acontecimentos e também de publicação de imagens (fotos). Sou um apaixonado por fotos. Nascido em 1980. Fui presidente de Associação de Moradores do povoado Bezerro (Tutóia-MA). Atualmente estou presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Tutóia, Paulino Neves e Santana do MA. Milito em ações sociais nesses municípios.