sexta-feira, 21 de maio de 2021

WhatsApp libera função que permite que os usuários acelerem áudios recebidos

 A novidade está sendo disponibilizada gradualmente para usuários do aplicativo no iOS e no WhatsApp Web. A chegada ao Android será em breve

Ligia Tuon, do CNN Brasil Business, em São Paulo - 21 de maio de 2021 às 10:34

 

Foto: M. H / Pixabay

Sabe aqueles áudios de cinco minutos que a sua tia-avó manda no WhatsApp e que você tem que ouvir por consideração? Bom, eles vão continuar chegando, mas agora você poderá ouvi-los mais rapidamente. É que o aplicativo de mensagens liberou a possibilidade de acelerar os áudios.

A novidade está sendo disponibilizada gradualmente para usuários do aplicativo no iOS e no WhatsApp Web. A companhia que pertence ao Facebook disse, em nota, que a chegada ao Android "será em breve".

Essa mudança é bem menos polêmica que a última. O WhatsApp deu prazo até o último sábado (15) para os usuários aceitarem as novas políticas de privacidade da companhia.

Desde domingo (16), o WhatsApp tem promovido novas tentativas para que as pessoas cedam ao conjunto de normas. Em caso de não aceitação sobre o compartilhamento de informações como número de telefone, dados de transações, endereço IP, dados de dispositivo, dados sobre interações com outros contatos com o Facebook, o aplicativo começará a perder funções de forma gradual.

É bom frisar que, segundo o WhatsApp, "esta atualização não impacta como as pessoas se comunicam de forma privada com seus amigos e familiares em qualquer lugar do mundo". Ou seja, impacta apenas quando a conversa é com uma conta empresarial — ou WhatsApp Business.

Mas quais são as restrições?

Nesta fase inicial, o usuário não poderá acessar sua lista de contatos, mas conseguirá receber chamadas de voz e vídeo. Se as notificações do aplicativo estiverem autorizadas, o internauta poderá clicá-las e responder às mensagens, ligações e chamadas perdidas.

Ou seja, o usuário só poderá aproveitar o aplicativo quando for contatado por alguém. 

Se a pessoa persistir em não aceitar os novos termos, o Whatsapp vai apertar ainda mais as limitações. Além de não conseguir receber ligações ou notificações, o aplicativo deixará de notificar mensagens e chamadas.

domingo, 16 de maio de 2021

Morre Bruno Covas, prefeito de São Paulo, aos 41 anos, vítima de câncer

Tucano enfrentava câncer no sistema digestivo e estava internado desde 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, quando se licenciou do cargo. Ele deixa um filho de 15 anos. Do Por G1 SP — São Paulo - 

Bruno Covas, em foto de 19 de novembro de 2020. — Foto: Valéria Gonçalvez/Estadão Conteúdo/Arquivo

 

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h20 deste domingo (16) aos 41 anos, em São Paulo. Desde 2019, ele lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado. 

 

Morre Bruno Covas: veja FRASES do político

Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, no Centro da capital paulista, desde 2 de maio, quando se licenciou da prefeitura. Na sexta-feira (14), ele teve uma piora no quadro de saúde e a equipe médica informou que seu quadro havia se tornado irreversível.

"O prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil", diz a nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo.

Entenda os problemas de saúde que levaram à morte de Bruno Covas

Nas últimas horas de vida, o prefeito recebeu sedativos e analgésicos para não sentir dores.

Familiares e amigos de Covas permaneceram no hospital desde que os médicos informaram que seu quadro de saúde era irreversível.

Na noite de sexta (14), um padre chegou a fazer a unção dos enfermos, um sacramento católico. Durante a noite de sábado (15), representantes de diversas religiões participaram do ato ecumênico na porta do hospital, que durou 30 minutos e terminou com a oração Pai Nosso.

Após piora de Covas, vice e secretários municipais mantêm agenda: 'melhor homenagem ao prefeito'

Covas teve o câncer diagnosticado em outubro de 2019, após ser internado com uma infeção na pele chamada erisipela. O tumor regrediu, mas, neste ano, novos nódulos foram encontrados no fígado, na coluna e na bacia.

O prefeito deixa o filho, Tomás, de 15 anos.

Covas é o primeiro prefeito da cidade de São Paulo a morrer durante o mandato. Ricardo Nunes (MDB), o vice que hoje é prefeito em exercício, irá assumir definitivamente o cargo.

 




sábado, 15 de maio de 2021

Silêncio de Pazuello prejudicará trabalho da CPI, diz Renan Calheiros

 Caio Junqueira e Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo 14 de maio de 2021 às 09:55 | Atualizado 14 de maio de 2021 às 10:16

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello
Foto: Carolina Antunes/PR (6.ago.2020)

Em ofício enviado ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF, relator da comissão diz que ex-ministro é peça-chave para entender atuação do governo na pandemia

Em ofício enviado nesta sexta-feira (14) ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), o relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que a eventual concessão de habeas corpus para o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello prejudicará os trabalhos de investigação da comissão.

A Advocacia-Geral da União (AGU) entrou na quinta-feira (13) com um habeas corpus no STF para blindar o ex-ministro – a ideia é que Pazuello compareça à CPI, mas possa ficar em silêncio quando questionado.

PUBLICIDADE

No documento obtido pelo analista de política da CNN, Caio Junqueira, Calheiros diz que, por ter comandado o Ministério por 10 dos 15 meses da pandemia no país, o ex-ministro da Saúde "é peça fundamental no fornecimento de informações quanto à participação de pessoas que, de algum modo, contribuíram para o colapso do sistema de saúde”.

“A ausência de seu depoimento ou sua recusa em responder às perguntas prejudicará sobremaneira a condução dos trabalhos da CPIPANDEMIA”, diz o senador.

Leia mais

Lewandowski deve decidir nesta sexta sobre HC de Pazuello

Pazuello se prepara para responder somente fatos 'objetivos' na CPI da Pandemia

AGU entra com habeas corpus para Eduardo Pazuello

Em outro trecho do documento, o relato da CPI afirma que Pazuello dá demonstrações de ter a intenção de dificultar os trabalhos da comissão parlamentar desde que ela foi criada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG),  para cumprir decisão de outro ministro do STF, Luís Roberto Barroso.

“Negar-se a responder à CPI equivale a esconder do povo brasileiro informações cruciais para compreender o momento histórico, responsabilizar quem tenha cometido irregularidades e evitar que se repitam os erros que levaram à morte de quase meio milhão de brasileiros inocentes, até agora”, argumenta.

CNN apurou que Lewandowski deve divulgar até o fim da tarde desta sexta (14) sua decisão sobre o habeas corpus preventivo pedido pelo ex-ministro da Saúde.

Caso ele rejeite o pedido, ex-ministro, que foi chamado à CPI como testemunha, estará obrigado a responder todos os questionamentos dos senadores.

 


quinta-feira, 13 de maio de 2021

Escola Maranhense (de Tutóia) é 1º lugar nacional na Olimpíada Matific

 O Instituto Educacional Maria Madalena de Tutóia foi a 1ª colocada nacional na Olimpíada Matific e a escola faturou 15 mil reais na premiação. 

De acordo com a Direção o esforço dos alunos, dos pais e dos profissionais da escola foi muito grande para este resultado.

Pais e alunos estão muito emocionados e orgulhosos com o feito das crianças de terem conseguido o primeiro lugar entre as mais de 15 mil escolas participantes. A escola foi a primeira na categoria premiação por turma (6º ano) e por escola (a olimpíada premiou por aluno, por turma, por professor e por escola).

Ao todo mais de 1 milhão de alunos estavam participando da Matific On Line. Foram mais de 35 milhões de problemas de matemática resolvidos. 

Acesse o site da instituição que realizou a competição, clicando aqui https://www.matific.com/bra/pt-br/home/matific-olympiad/. 




Via Portal AMidia https://amidiamaranhao.blogspot.com/

Colaboradores

Arquivo do blog