terça-feira, 29 de março de 2016

No aniversário de Tutóia, Vereador Christian Noronha faz fortes críticas aos seus pares

Texto publicado na página pessoas do vereador. Publicado aqui, na íntegra:


 "os vereadores [de Tutóia] não fazem nada, só fazem política para chegar ao poder"

"Em meio as turbulências políticas, motivo pelo qual tive que retornar a Câmara Municipal, quero fazer um relatório sobre minha breve passagem como secretário de turismo e que também respondia pela secretaria de meio ambiente.
Na área ambiental, levantei toda a legislação específica sobre o tema no município e identificamos já existir um código ambiental, um fundo do meio ambiente e um conselho de meio ambiente, os mesmos só não estavam em prática.
Deste modo, passamos a fazer uma breve revisão nestes instrumentos de gestão para os colocarmos em funcionamento, pois sem eles é impossível fazermos a gestão ambiental municipal.
Mas isso não impede da Secretaria de Meio Ambiente de realizar demandas espontâneas. Como é caso do já anunciado projeto Agroecológico, que será desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual do Piauí e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tutóia.
O projeto já foi aprovado pela UESPI, assim como o Protocolo de Intenções (instrumento administrativo, que define as funções de cada parceiro no projeto), que será assinado esta semana pelo Prefeito de Tutóia, a Universidade Estadual do Piauí e o Sindicato Rural.
Após estas assinaturas, ainda este mês, o projeto será colocado em prática, e assim teremos o desenvolvimento de atividades de sensibilização e capacitação, por um período de seis meses, que visam valorizar a produção de produtos agrícolas nativos das margens da MA 315, e desta forma, gerar renda para os moradores de forma sustentável sem agredir a natureza.
O outro projeto, este pela Secretaria de Turismo, é o “Projeto Orla”, que visa revitalizar a orla da Praia da Barra, com serviços de ambientação, limpeza e capacitação profissional. (em anexos a planta baixa de como ficará a orla).
Conversei com os ocupantes do local (na orla), para identificar os gargalos que impediam o desenvolvimento das suas atividades na área. Após esta identificação, passamos a retirar estes entraves para realizarmos o projeto.
O primeiro dos entraves, é que parte da orla pertence a União, o que impede qualquer ação por parte da Prefeitura no local. Então, já realizamos todos os procedimentos administrativos necessários e a área será repassada para o município.
Um segundo entrave, trata-se de organizar e realizar todo um processo administrativo (termo de referência, pesquisas de preço, licitação, etc) para a execução do trabalho de engenharia, urbanização e ambientação da orla. Ações, estas, já em andamento na Secretaria de Finanças.
Os outros entraves serão resolvidos com um trabalho em parceria com o SEBRAE (conforme sinalização do órgão) para a capacitação, treinamento e outras atividades, que visem melhorar a gestão e o atendimento por parte dos donos de bares e restaurantes da futura orla.
Ainda no turismo, levantamos toda a legislação pertencente sobre a área, e estávamos colocando elas em prática, como as leis, o conselho e o fundo. Também iríamos iniciar o projeto do porto de Tutóia, pois já estávamos em conversas com os usuários e comerciantes do entorno para ver a melhor maneira de otimizarmos o local. Este também com um projeto de ambientação e limpeza diária da área.
Apesar do meu retorno a Câmara Municipal, todas estas ações já estão encaminhadas e seguirão seu curso normal.
Estas atividades realizadas em tão pouco tempo, sob o meu comando, mostram que o município de Tutóia tem muito mais a ganhar comigo como secretário desenvolvendo atividades na Prefeitura de Tutóia em vez de eu estar somente como vereador.
Ser vereador, não é só fazer perseguição diuturnamente aos gestores. Ser vereador é também ajudar o executivo a realizar suas ações para que a população seja beneficiada e não prejudicada pela falta de bom senso. Aquela história do quanto piorI Melhor!
Vejam a produtividade da Câmara de Vereadores em termos de apresentação de Projetos de Lei por parte dos colegas vereadores)? (me incluo neste meio, pois eu só apresentei 03 projetos de leis nestes três anos, mas façam um levantamento dos meus outros colegas vereadores, de quantos projetos cada um apresentou?) É por isso, que a população de Tutóia diz que os vereadores não fazem nada, só fazem política para chegar ao poder. Motivo pelo qual, vejo que não há vantagem alguma em ser vereador, desta forma, pois passamos uma ideia para população de que não fazemos nada.
Fiz oposição durante três anos ao governo municipal, mas neste período, todas as minhas críticas foram em cima da gestão, críticas que ainda hoje posso tê-las em alguns casos, pois ninguém concorda 100% com um gestor, isso é muito natural dentro da política. Mas também na oposição, sempre respeitei os limites pessoais e sem ofensas, pois minha educação e formação me ensinaram isso.
Já trabalhei em governos que eu não concordava politicamente, como entre 2001 e 2002, onde fui Diretor de um Programa de Geração de Emprego e Renda no Ministério da Integração Nacional no fim do governo FHC, mas votei em Lula porque sempre tive uma outra visão em termos de Governo Federal.
Fui presidente de uma CPI da Educação na Câmara de Tutóia, virei noites lendo a documentação da gestão administrativa (objeto de investigação da CPI), e a minha experiência de gestor que tive no Governo do Estado do Maranhão, me fez chegar a uma análise final na CPI, que não houve erros formais nem má fé nos procedimentos administrativos e fiscais durante o período que foi investigado por mim. Já quanto ao relatório final da CPI, cabia ao relator da mesma fazê-lo, pois o mesmo tinha em suas mãos toda a documentação da CPI, mas não apresentou nenhum relatório à presidência para que fosse votado na comissão e em plenário. Uma CPI para ter sucesso, depende principalmente do relatório do relator, coisa que não foi feita em nenhum momento da CPI.
Ao passar por esta presidência da CPI, percebi que a gestão do atual governo municipal, procura desenvolver dentro dos limites da lei todos os processos administrativos e fiscais para compras e serviços. Fato que fez mudar minha concepção e opinião sobre a administração municipal. Claro que ainda tenho minhas críticas, mas que estão sendo ouvidas pelos atuais gestores, e, os mesmos, mostram, que existem gargalos que impedem uma melhor gestão municipal.
Meu sonho, desde o colegial, sempre foi ser sociólogo, pois sempre gostei de planejar e desenvolver ações de desenvolvimento comunitário. Já rodei quase todo o nordeste desenvolvendo este trabalho e gostaria muito de fazer por Tutóia.
Eu acho muito melhor fazer e construir, do que passar o tempo todo críticas sem propostas. Críticas apenas pela crítica.
Quanto a Câmara, terei que brigar na justiça, pois as denúncias e os processos contra mim estão cheios de vícios. Lá será o espaço que terei a minha justiça. Na Câmara o julgamento é político e de perseguição."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Tutoiense nato, professor de Geografia da rede municipal e particular de ensino em Tutóia e Paulino Neves, Licenciado em Geografia pela UESPI e Pós Graduado em Educação Ambiental pelo IESF, Pós Graduado em Gestão Pública Municipal, UEMA, 2016. Este blog é um blog de reportagens de acontecimentos e também de publicação de imagens (fotos). Sou um apaixonado por fotos. Nascido em 1980. Fui presidente de Associação de Moradores do povoado Bezerro (Tutóia-MA). Atualmente estou presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Tutóia, Paulino Neves e Santana do MA. Milito em ações sociais nesses municípios.